terça-feira, 2 de agosto de 2016

Terça-feira, 13 de julho de 1943



O Diário de Anne Frank


Terça-feira, 13 de julho de 1943


Querida Kitty


Ontem à tarde, com licença de papai, pedi a Dussel se ele poderia fazer a gentileza (que finura!) de me permitir o uso da mesinha de nosso quarto duas vezes por semana, durante a tarde, das quatro às cinco e meia. Fico lá das duas às quatro, enquanto ele dorme, mas, fora disso, tanto a mesa como o quarto tornam-se inacessíveis. Em nossa sala comum, o movimento é intenso demais; impossível trabalhar lá. Além do mais, papai também gosta de sentar-se à escrivaninha de vez em quando.
Acho que o pedido era bastante razoável, e a pergunta foi feita com toda a delicadeza.
Agora, imagine o que respondeu o educadíssimo Dussel. — Não. — Um simples e seco "Não"! Fiquei indignada e me recusei a ser despedida daquela maneira, por isso perguntei-lhe a razão para aquele "Não". Mas fui mandada embora sumariamente sob uma rajada de resmungos mal-humorados.
— Eu também tenho que trabalhar e, se não trabalhar à tarde, a que horas poderei fazêlo? Preciso terminar minha tarefa, do contrário de nada adiantaria tê-la começado. De qualquer forma, você não está fazendo nada de importante. Você e a sua mitologia! Que espécie de trabalho é esse? Tricotar e ler também são trabalhos. A mesa é minha e vou ficar com ela.
Minha resposta foi a seguinte:
— Sr. Dussel, meu trabalho é sério, sim, senhor, e esse é o único lugar em que posso trabalhar. Peço-lhe que reconsidere o meu pedido!
Com essas palavras, Anne, a ofendida, voltou as costas ao eminentíssimo doutor, ignorando-o completamente. Estava fervendo de raiva, achando que Dussel fora extremamente grosseiro (quanto a isso não havia a menor dúvida) e eu, muito delicada.
À noite, assim que pude falar com Pim, contei-lhe tudo, e discutimos sobre o que haveríamos de fazer, pois eu me recusava a ceder e preferia ajustar contas à minha maneira.
Pim aconselhou-me sobre a melhor maneira de enfrentar o problema, sugerindo que
seria melhor deixar para resolvê-lo no dia seguinte, quando eu estaria com a cuca mais fresca. Não dei ouvidos às suas palavras e, depois de lavar a louça, fiquei à espera de Dussel. Pim estava no quarto ao lado, o que me dava um bocado de segurança. Comecei:
— Sr. Dussel, imagino que ache sem propósito voltar ao assunto desta tarde, mas peçolhe que o faça.
Dussel respondeu, então, com o mais simpático dos sorrisos:
— Estou a seu inteiro dispor para voltar ao assunto, apenas quero lembrar-lhe de que o caso já foi solucionado.
Continuei a falar, apesar de Dussel me interromper continuamente.
— Quando o senhor veio para cá foi resolvido que partilharíamos o mesmo quarto; se tivéssemos que dividi-lo com justiça, o senhor ficaria com as manhãs, e eu com as tardes. Mas eu nem chego a pedir-lhe tanto e acho que duas tardes para mim são perfeitamente razoáveis. — Dussel deu um pulo, como se lhe estivessem espetando uma agulha.
— Você não pode falar de seus direitos, aqui. E eu, para onde vou? Pedirei ao sr. Van Daan que construa um pequeno compartimento na água-furtada para eu ter para onde ir. Simplesmente não posso trabalhar em parte alguma. Você está sempre arranjando encrencas. Se sua irmã Margot, que afinal das contas teria mais razão para fazê-lo, me pedisse isso, eu nem pensaria em recusar, mas você...
Voltou à tona, então, o assunto mitologia e tricô, e Anne foi novamente insultada. Entretanto, procurou nada demonstrar e deixou que Dussel terminasse de falar.
— Mas você! Simplesmente é impossível falar com você! Você é tão egoísta, que desde que consiga o que deseja, pouco se importa em prejudicar os outros. Nunca em minha vida vi crianças assim. No final das contas, serei obrigado a ceder a seus caprichos, do contrário, mais tarde, vão dizer que Anne Frank foi reprovada nos exames porque o sr. Dussel recusouse a ceder-lhe a mesa.
Continuou falando e falando sem parar, até que seu falatório transformou-se em uma torrente incapaz de ser contida. A certa hora, pensei: "Daqui a um minuto dou-lhe um tapa na cara, que ele voa pelos ares com todas as suas mentiras". Logo me contive, porém, e disse a mim mesma: "Calma! Um sujeitinho assim não merece sua raiva".
Após dar vazão a toda a sua fúria, Mestre Dussel deixou o quarto com uma expressão de cólera e triunfo, o casaco estufado de comida. Corri para perto de papai e contei-lhe tudo o que ele ainda não ouvira da história. Pim decidiu falar com Dussel naquela mesma noite — e falou mesmo. Conversaram por mais de meia hora. O teor da conversa foi mais ou menos este: em primeiro lugar, falaram sobre Anne, se devia ou não sentar-se à mesa. Papai disse que ele e Dussel já haviam discutido o assunto, antes, quando ele concordara com Dussel, só para não desautorizá-lo na frente dos mais novos. Mas mesmo naquela ocasião papai não achara justo.
Dussel falou que eu não dissera uma única palavra nesse sentido.
Conversa daqui, fala dali, papai seguiu defendendo meu egoísmo e meu trabalho "insignificante", e Dussel resmungando sem parar.
Finalmente Dussel teve de ceder, e agora posso estudar sossegada até as cinco da tarde, duas vezes por semana. Dussel lançou-me olhares fulminantes, não falou comigo durante dois dias, mas mesmo assim não deixou de se instalar à mesa das cinco às cinco e meia — uma perfeita criancice!
Uma pessoa de cinqüenta e quatro anos que é ainda tão pedante e mesquinha deve ser assim por natureza e nunca há de melhorar.

Sua Anne.







Links:


Sanderlei Silveira (Website)

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Áudio Livro

Livros Online

Obra completa de Machado de Assis

Billboard Hot 100 - Letras de Músicas | Song Lyrics - Songtext - Testo Canzone - Paroles Musique - 歌曲歌词 - 歌詞 - كلمات الاغنية - песни Текст

Educação Infantil - Vídeos, Jogos e Atividades Educativas para crianças de 4 à 11 anos

Língua Portuguesa e Atualidades

Arte e Estética

Santa Catarina - Conheça seu Estado

São Paulo - Conheça seu Estado

Paraná - Conheça seu Estado

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado

Bíblia Online

O Diário de Anne Frank

Macunaíma - Mário de Andrade

Dom Casmurro - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Mein Kampf - Adolf Hitler

Cinco Minutos - José de Alencar

O Triste Fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto

História em 1 Minuto

TOP 15: PDF para Download - Domínio Público


Livros em PDF para Download

Eça de Queiros - Livros em PDF para Download

Jane Austen - Livros em PDF para Download

José de Alencar - Livros em PDF para Download

Machado de Assis - Livros em PDF para Download

Virginia Woolf - Livros em PDF para Download

William Shakespeare - Livros em PDF para Download

Mein Kampf - Adolf Hitler - Download PDF Livro Online

O Alienista - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

O Diário de Anne Frank - Download PDF Livro Online

Macunaíma - Mário de Andrade - PDF Download Livro Online

Esaú e Jacó - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Dom Casmurro - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

Quincas Borba - Machado de Assis - PDF Download Livro Online

TOP 10: Billboard - Letras de Músicas - Song Lyrics - Songtext


One Dance - Drake - Song Lyrics

Broccoli - D.R.A.M. - Song Lyrics

Don't Mind - Kent Jones - Song Lyrics

Luv - Tory Lanez - Song Lyrics

Can't Stop The Feeling! - Justin Timberlake - Song Lyrics

This Is What You Came - Calvin Harris Ft. Rihanna - Song Lyrics

Sorry - Justin Bieber - Song Lyrics

Sit Still, Look Pretty - Daya - Song Lyrics

Fix - Chris Lane - Song Lyrics

With You Tonight / Hasta El Amanecer - Nicky Jam - Song Lyrics

TOP 60:


As festas populares no estado de São Paulo

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

Atividades extrativistas do estado de São Paulo - SP

As festas populares no estado do Paraná - PR

Áreas de preservação no estado de São Paulo - SP

Gonçalves Dias - Marabá - Poesia

O tropeirismo no estado do Paraná - PR

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo - SP

Atividades extrativistas no Paraná - PR

Os imigrantes no século XIX e XX no estado do Paraná - PR

Atividades extrativistas do Mato Grosso do Sul - MS

As atividades econômicas do estado de São Paulo - SP

As festas populares do estado de Mato Grosso do Sul - MS

Biomas brasileiros - SC

Atividades extrativistas de Santa Catarina - SC

Religião – Idade Antiga (História em 1 Minuto)

A população africana e a escravidão no Paraná - PR

Os imigrantes no estado de Santa Catarina no século XX - SC

Áreas de preservação Ambiental no estado de Santa Catarina - SC

As comunidades quilombolas no Mato Grosso do Sul - MS

O relevo do estado de São Paulo - SP

As atividades econômicas do estado do Paraná - PR

Áreas de preservação Ambiental no estado de Mato Grosso do Sul - MS

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Capítulo 160 - Das Negativas (Machado de Assis)

Os biomas no estado do Mato Grosso do Sul - MS

A urbanização no estado de São Paulo no início do século XX - SP

A organização do espaço geográfico brasileiro

A poluição do rio Iguaçu (maior rio do Paraná) - PR

Clima e relevo do estado do Paraná - PR

As atividades econômicas no estado de Santa Catarina - SC

Áreas de preservação do estado do Paraná - PR

O Humanitismo - Capítulo 117 - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

As comunidades quilombolas no estado de Santa Catarina - SC

Vegetação nativa do estado de Santa Catarina - SC

As comunidades quilombolas no estado de São Paulo na atualidade - SP

Os índios Xetá no estado do Paraná - PR

Bacias hidrográficas de Santa Catarina - SC

Rio Iguaçu e sua importancia na historia do Paraná - PR

Machado de Assis - Esaú e Jacó - Capítulo 60 - Manhã de 15

A ocupação e o povoamento do Mato Grosso do Sul - MS

Clima e relevo no estado de Santa Catarina - SC

A formação da cultura de Santa Catarina - SC

Capítulo 17 - Ursa Maior - Mário de Andrade - Macunaíma

Luís Vaz de Camões - Soneto 57 - De Vos me Aparto, oh Vida! Em Tal Mudança

Bacias hidrográficas do Mato Grosso do Sul - MS

Gonçalves Dias - Canção do exílio - Poesia

As comunidades quilombolas no estado do Paraná - PR

A imigração europeia no estado do Paraná - PR

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Biomas brasileiros - PR

Relevo do estado de Mato Grosso do Sul - MS

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Luís Vaz de Camões - Soneto 43 - Como Quando do Mar Tempestuoso

A população indígena na região do estado de Santa Catarina - SC

Luís Vaz de Camões - Soneto 45 - Leda Serenidade Deleitosa

Norte Catarinense (Mesorregião) - SC

Top 10 - Prédios mais altos do mundo

A arte como registro histórico

A escultura, depois de Alexander Calder

Atividades Educativas Ensino Fundamental - Aprendendo sobre o Dinheiro

TOP 10: BLOG


História em 1 Minuto

Santa Catarina - Conheça seu Estado (História e Geografia)

São Paulo - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Paraná - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Rio de Janeiro - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Língua Portuguesa, Arte e Literatura

Letras de Músicas - Sanderlei

Poesia - Sanderlei Silveira

Áudio Livro - Sanderlei



Nenhum comentário:

Postar um comentário